NerdDisse - Blog e Podcast de Cultura Pop, cinema, humor e, as vezes, tecnologia

[O Nerd Indica] – Livro – Sangue Quente

Primeiramente, vou apresentar a coluna “O Nerd Indica”: 

Semanalmente iremos indicar um livro, HQ, filme, seriado, comida e etc. Ou seja, tudo o que acharmos legal para que vocês dêem uma conferida.

Vamos começar então com Sangue Quente :


 

Zumbis estão no seu auge. São histórias, filmes,seriados, quadrinhos e etc. O seu gran

de sucesso em grande parte se deve em GRANDE  parte aos quadrinhos de The Walking

Dead.
The Walking Dead é de longe um dos melhores quadrinhos que já li (mas vamos deixar isso para outro O Nerd Indica), mas não poderia deixar de ser citado.
Na história de Sangue Quente somos apresentados ao personagem principal R (isso, esse é o nome do personagem principal).
R é um zumbi que vive em um mundo pós-apocalíptico em que todos (ou quase todos) se tornaram zumbis. Ai você me fala:
Mas essa história todo mundo já viu, ou leu!
Não. Esse livro apresenta uma nova visão sobre os zumbis. O livro não foca na sobrevivência dos humanos e sim na sobrevivência dos zumbis. O que eles fazem para sobreviver? Como se juntam? Zumbis fazem sexo? E a melhor sacada do livro inteiro: Por que zumbis comem cérebros?


Voltando para R. Começamos a história em um aeroporto, onde é a “casa” de R e muitos outros iguais a ele, com uma pequena diferença, R é um zumbi meio que filosófico, que pensa um pouco mais que os outros companheiros.
Os zumbis saem para caçar (se alimentar) e no meio de uma correria e matança, R salva uma mulher e começa a se apaixonar.


Se APAIXONAR? Um zumbi se apaixonando? Sim, isso mesmo.

Um zumbi apaixonado? PQP. Relevei o fato de um zumbi pensar e talvez até falar “sibalicadamente”, mas zumbi se apaixonar? Ai foi demais.
Tirando a paixão do zumbi, certas partes do livro o zumbi simplesmente fala frases inteiras, coisa que no início ele somente conseguia falar algumas palavras. O zumbi aprende a dirigir! Como isso? Se eles mal conseguem andar, como vão conseguir dirigir? Enfim…
O livro simplesmente traz uma nova visão sobre uma história que hoje em dia está muito ‘batida’. É legal o início de o livro MOSTRAR esse aspecto diferente, mas em OUTROS aspectos me fazem não gostar do livro.


Mas o livro não é ruim, ele traz ideias boas como uma que ninguém nunca apresentou: O sexo entre zumbis!! Isso eu nunca tinha lido e nem se quer imaginado. Não, eles não são como nós, mas foi muito interessante à forma que o autor nos mostrou isso. E outra resposta que a uma pergunta que sempre me veio a mente: Por que zumbis gostam tanto de cérebro? Essa explicação foi FANTÁSTICA. E não, não vou falar aqui o que é. Hehe
Se você curte histórias de zumbis com muito sangue, esse não é seu livro. Aliás, tem até um pouco de sangue, mas o livro é um pouco mais que isso. Ou parafraseando um HERÓI meu “ Mais do que os olhos podem ver” (se você não sabe quem está falando, -100 pontos na sua carteirinha Nerd).
Vale a pena ler pela curiosidade e originalidade, mas com certeza não entra em um top 10 dos melhores livros que já li.

  • Editora: Leya
  • Origem: Nacional
  • Ano: 2011
  • Edição: 1
  • Número de páginas: 256
  • Acabamento: Brochura
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Comments

No comments yet.

Leave a Reply